Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

Embaixada da Finlândia, Lisboa: Info Finlândia: Design

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 

TAPIO WIRKKALA

Designer e escultor 

Escrito pelo Professor Juhani Pallasmaa, para a "Virtual Finland".

  • Tapio WirkkalaNasceu em Hanko, a 2 de Junho 1915 e faleceu em Helsínquia, em 19 de Maio 1985.
  • Eminente designer finlandês, que contribuiu bastante para a elevada reputação do design finlandês, a nível internacional. 
  • A natureza da Lapónia influenciou muitas das suas obras.
  • As obras mais famosas: as garrafas de Finlândia Vodka, vaso Iceberg, Ultima Thule -cristal.
  • Trabalhou para a companhia vidreira, Iittala, desde 1945 até à sua morte.
  • Ganhou prémios na Trienal de Milão (1951, 1954, 1960, 1963), Exposição Mundial de Bruxelas (1957) e o Domus Golden Obelisk, Milão (1963).
  • Distinguido com os seguintes títulos; Designer Honorífico da Indústria, Londres, Inglaterra 1964, Colégio Real das Artes, Doutor Honoris Causa, Londres, Inglaterra 1971, Worshipful Company of Goldsmiths, membro honorífico, Londres, Inglaterra 1971, Membro da Academia Finlandesa, 1972. 

Tapio Wirkkala caracterizou-se como a figura paternal das artes aplicadas finlandesas.

Ascendeu à fama mundial em inícios de 1950, em consequência do sucesso que o design industrial finlandês obteve nas feiras trienais de Milão, em 1951 e 1954. Wirkkala era um artista excepcionalmente versátil, que não se deixou ficar para trás em nenhum projecto de design por desafios de escala, materiais ou convenções. 

Vasos de KantarelliTapio Wirkkala é mais conhecido como designer de vidros, apesar do seu repertório artístico ir desde os selos de correio, a paisagens comemorativas de todos os tamanhos, de um copo sem pé, à uma paisagem citadina futurista. Um objecto alcança a perfeição quando a mente e a matéria, a ideia e a sua realização, a forma e a função se unem. A forma não era apenas um conceito estético, ou uma percepção intelectual para Wirkkala. Nasceu de um diálogo sensível entre o pensamento, mãos, olhos e materiais. 

Os temas de Wirkkala normalmente derivaram da natureza; de folhas, de turbilhões de conchas, das formas de pássaros, peixes, ou de observações da natureza mais distantes como as formações de gelo, ou os movimentos da água. Normalmente a emoção primordial do artista está tão inserida na obra que a análise sobre a sua origem torna possível a sua identificação. Wirkkala inspirou-se também nas viagens que fazia ao estrangeiro, e nos primórdios da arte Renascentista. 

Wirkkala combinou arte e ofício na produção em série, quando a forma artística se encontrou com métodos anónimos de produção industrial. Ele interligou a simplicidade rural finlandesa com a elegância universal, sensibilidade e discernimento. Ele combinou experiências estouvadas, com uma sensação de alta seriedade. Os objectos de Wirkkala contêm um tema escultural e um funcionalismo de investigação científica. 

Sculpture, laminated 1960. Photo: Rauno TräskelinAs obras de arte de Wirkkala encontram-se nos museus mais importantes do mundo, enquanto os seus anónimos utensílios domésticos são bem conhecidos nas mãos dos finlandeses durante décadas. O nome de Tapio Wirkkala é tão frequentemente ligado aos objectos de luxo, que são muito poucos os que sabem que as antigas notas finlandesas e garrafas de ketchup e álcool são de sua autoria. 

Tapio Wirkkala passou longas temporadas no estrangeiro, especialmente na Itália, Alemanha e América Latina. A sua modéstia, diligência e capacidades profissionais removeram quaisquer barreiras linguísticas e culturais possibilitando-lhe trabalhar com os sopradores de vidro de Veneza, ou com o tradicional ourives de prata no México. 

 

Imprima esta página

actualizados 08-07-2009


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto