Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

Embaixada da Finlândia, Lisboa: Info Finlândia: Gastronomia

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 

A gastronomia - Os banquetes finlandeses

Escrito para Virtual Finland (actual thisisFINLAND), por Anna-Maija Tanttu, autora de artigos sobre culinária e vinhos. Tradução: Maria Paula Lourinho, Departamento de Tradução da Universidade Lusófona. Revisão: Embaixada da Finlândia.

 

A mesa de festa finlandesa dá-nos um bom panorama do que é a cozinha nacional. A selecção tradicional inclui o salmão salgado (kraavilohi) ou peixinho branco (siika)  e o arenque salgado (silli) e condimentado, ou o arenque báltico (silakka), combinados com uma variedade de molhos. As galantinas de peixe são inigualáveis e as ovas de boda, de peixinho branco ou de lota não ficam nada atrás do caviar. O peixe acompanha em geral com batata cozida. As batatas são parte da dieta básica dos finlandeses, assumindo uma importância quase tão grande quanto para os Irlandeses.

O peixe pode ser confeccionado das mais variadas formas. O salmão, o peixinho branco, o goraz (lahna) e o arenque báltico podem ser defumados a quente ou a frio, grelhados, cozidos em folha de alumínio ou assados directamente sobre a chama. Entre os pratos mais apreciados, podemos ainda encontrar a carne de vaca fumada, o porco, o borrego, a rena e as salsichas.

A koskenkorva — vodka finlandesa com aguardente — é ideal para acompanhar a lampreia (nahkiainen), o arenque báltico (silli) e tantos outros peixes que os finlandeses degustam com salada rosolli, uma mistura de beterraba, cenoura, batata, maçã e cebola. Ao brindar, os finlandeses dizem hei, terve, kippis ou empregam a palavra escandinava skål.

A rainha da mesa é quase sempre a carne assada, mas também pode ser uma caçarola de carne, como o cozido da Carélia (karjalanpaisti), composto por uma variedade de carnes — vaca, porco e borrego — cozidas em forno lento. A carne é servida com macarrão, cenoura, arroz, caçarola de couve (kaalilaatikko) e batatas cozinhadas de diferentes maneiras.

Os acompanhamentos podem ser ainda pickles de beterraba e pepino,  puré de arandos vermelhas ou compota. A carne pode também ser guarnecida com uma geleia ou compota de arandos vermelhas (puolukka, Vaccinium vitis-idaea), de arandos ácidos,cor-de-rubi (karpalo, Vaccinium oxycoccos)ou de fruto da sorveira(pihlajanmarja, Sorbus aucuparia).

Fotografia: Matti TirriMuitas das sobremesas tradicionais finlandesas são feitas com frutos silvestres, servidas au naturel ou cozidos e enriquecidos com farinha de milho (maizena). Quem visita a Finlândia, surpreende-se primeiro e depois delicia-se com o contraste da invulgar mistura de arandos ácidos frios, quase gelados, com toffee quente. Outra sobremesa bastante famosa vem do norte do país. Trata-se do queijo fresco cozido no forno aquecido em natas (leipäjuusto) e servido com compota de framboesa. Os crepes (ohukaiset) finlandeses são pequenos e servem-se com compota de morango ou de framboesa. Com um pouco de sorte, o visitante pode encontrar, no Verão, lugares onde se vendem crepes gigantes (muurinpohjalettu) feitos de farinha de trigo e de cevada, feitos numa enorme frigideira de ferro fundido, ao ar livre, se o tempo o permitir.

 O café consolador

O bolo seco "Tiikerikakku". Fotografia: Studio Fotoni Oy«Está na hora do café» é uma frase que se ouve com frequência entre os finlandeses. Há cafés em todo o lado, até mesmo nas livrarias, nos teatros e nos salões de cabeleireiro. O café da tarde é habitualmente acompanhado por bolinhos pulla (pão de leite doce com cardamomo), por bolos dinamarqueses ou por uma fatia de bolo seco. A «hora do café» ainda faz parte da vida de muitos finlandeses. Servem-se aperitivos, saladas, sanduíches e pastéis de carne, assim como bolos ou tartes. Nos dias festivos, são o café e um cálice de um refinado licor finlandês de frutos silvestres que dão o toque final.

As opiniões expressas nos artigos são da total responsabilidade dos seus autores.

Publicado em Novembro de 2001.

Imprima esta página

actualizados 13-01-2011


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto