Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

A gastronomia da Finlândia - Embaixada da Finlândia, Lisboa : Info Finlândia : Gastronomia

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 

A gastronomia da Finlândia

Escrito para Virtual Finland (actual thisisFINLAND por Anna-Maija Tanttu, escritora sobre culinárias e vinhos. Tradução: Linguae Mundi. Revisão: Embaixada da Finlândia. 

 

O ponto alto da gastronomia estival é com o início da época do lagostim a 21 de Julho.

Os finlandeses apreciam comida sofisticada, mas consomem-na com moderação. Delícias gastronómicas e hábitos saudáveis andam de mãos dadas. Espera-se que o novo milénio traga uma aceitação renovada do epicurismo, em busca de experiências gastronómicas.

Juntamente com a nova forma de pensar, a comida tradicional tais como as salsichas ainda são populares. Mas as salsichas entretanto mudaram: estão mais carnudas e mais saborosas do que nunca. A gordura animal nas salsichas é muitas vezes substituída por gorduras vegetais, e enriquecidas com ingredientes mais saudáveis com efeitos benéficos para a saúde. Um desses aditivos é a farinha da casca de pinheiro, produzida no âmbito de um projecto apoiado pela UE.

O triunfo dos ingredientes funcionais e saudáveis prevalece. O mais finlandês de todos é o centeio, que foi cientificamente comprovado que melhora o bem-estar. Descobriu-se que de facto os finlandeses sempre tiveram uma alimentação saudável, graças, em parte, aos produtos integrais (centeio, cevada, aveia). Os finlandeses, e em particular jovens adultos, estão conscientes da importância de uma vida saudável. As autoridades de saúde finlandesas salientam, há já muitos anos, a importância de uma alimentação saudável para o bem-estar geral. Foi concluído, há alguns anos, o projecto da Carélia do Norte, que estudou as causas da hipertensão e de doenças cardíacas fatais na região, o qual trouxe uma mudança no consumo de sal e de gorduras animais. A indústria alimentar também participou no projecto diminuindo os níveis de sal e de gordura usados no pão, salsichas e outros alimentos. Os hábitos alimentares e hábitos de saúde tornaram-se mais saudáveis. O número de mortes por acidentes cardiovasculares diminuiu e a saúde geral da população tem melhorado em muitos aspectos devido a uma alimentação mais leve.

Nos últimos anos, com o fluxo de informação, marketing, turismo e novas ideias sobre alimentação saudável, os símbolos culinários da Finlândia mudaram. Os finlandeses preferem uma alimentação leve e saudável; sendo muito cuidadosos com o que comem. O seu lema é "comer bem, sentir-se bem." Para além dos pratos tradicionais, também comem "comida do mundo". Os consumidores são "omnívoros": gostam de confeccionar tudo desde o princípio, podendo ocasionalmente recorrer a comida já confeccionada. Baixa concentração de sódio e de gordura são qualidades consideradas por muitos tão importantes quanto o sabor. A procura de alimentos finlandeses de origem biológica está em crescimento.

Comida leve e cuidadosamente seleccionada

As horas de refeições têm mudado com os tempos. As famílias finlandesas têm muitos outros interesses, para além da televisão. Já que os seus passatempos reduzem o tempo que passam juntos à tarde e à noite, o pequeno-almoço tornou-se a refeição principal das famílias modernas.

É uma refeição completa para os finlandeses, as papas de aveia  são muito apreciadas, e muitas famílias preferem muesli, farelo, cereais, iogurte e leite. O pão é obrigatório, e cada vez mais há uma maior variedade de pão integral. As margarinas magras são uma séria alternativa à manteiga. Muitas famílias trocaram o café, ligeiramente torrado à maneira finlandesa, por café mais torrado, muitas das vezes bebendo-o com leite. A Finlândia é, estatisticamente, o líder mundial no consumo de café, mas o chá está a ganhar terreno e, naturalmente a dose diária de vitamina C é fornecida através de sumos, fruta, vegetais e todo o tipo de bagas.

As refeições nas cantinas das instituições educacionais e dos locais de trabalho incluem cada vez mais legumes. São desenvolvidos esforços, quer nas escolas, quer nos lares das famílias, no sentido de serem seguidas as recomendações dos nutricionistas, com especial destaque para as leguminosas, batatas e vegetais. A maioria das pessoas que leva o seu almoço, ou que compra uma refeição rápida, completa-a com saladas, legumes e frutos.

Para além da água, muitos continuam a beber leite, leite gordo ou cerveja para acompanhar as refeições, ao mesmo tempo que a pequena mas crescente comunidade de apreciadores de vinho têm descoberto, para seu alívio, de que um copo ou dois de vinho tinto ou branco, mesmo diariamente, não é prejudicial.

Especialidades regionais

Pastéis da Carélia - Karjalan piirakat Fotografia: Studio Fotoni OyPastéis da Carélia - Karjalanpiirakat Fotografia: Studio Fotoni Oy

Os supermercados e muitos mercados, ao ar livre ou cobertos, dão uma imagem autêntica do que se come na Finlândia. Lojas com preocupação pela qualidade podem ser encontradas nestes mercados que existem em quase todas as cidades e vilas da Finlândia. O mercado funciona como uma atracção local e mostra-se com orgulho aos amigos e visitantes. Muitos chefes de estado já experimentaram arenque fumado do Báltico (savusilakka) saído directamente do barco de um pescador atracado no cais da praça do mercado de Helsínquia, ou já beberam o café matinal com um donut, ou um pastel de carne (lihapasteija) frito numa banca do mercado.

A Pastelaria local ou mesmo sazonal abunda nestes mercados. Em Tampere, é obrigatório provar a morcela preta (mustamakkara)com molho de arando vermelho, e no mercado de Turku as salsichas de “passas” ou salsichas de “cebola”.

A especialidade de Outono no mercado de Pori é a lampreia grelhada (nahkiainen), e tanto Pieksämäki como Oulu têm as suas próprias versões de pão tipo pita (rieska).

A Carélia do Norte é o berço dos pastéis da Carélia (karjalanpiirakka). Apesar de serem consumidos por toda a Finlândia, a versão Joensuu, barrada com manteiga pura, é um artigo genuíno. Recheados com arroz, com uma fina crosta de centeio, e moldados em forma de “um mocassim”, tal como um turista de visita uma vez os descreveu.

Tarte de peixe - Kalakukko Fotografia: Studio Fotoni OyTarte de peixe - Kalakukko Fotografia: Studio Fotoni Oy

As empadas e pastéis de peixe vieram da Rússia para a Finlândia. A empada de peixe kalakukko é uma iguaria famosa da província de Savo. No mercado de Kuopio há bancas móveis onde se vendem estes pastéis redondos em forma de pão recheados com peixe e carne gorda de porco. Recheio de peixes, percas ou truta salmonada e porco são embrulhadas em massa de centeio. Cozinhado lentamente em lume brando, o peixe fica macio como sardinha e o recheio delicioso e sumarento.

Pratos lapões

Fotografia: Paliskuntain yhdistys, Erkki VieroFotografia: Paliskuntain yhdistys, Erkki Viero

A Lapónia exerce uma grande influência na cozinha finlandesa. Os pratos lapões são exóticos até para os habitantes do sul da Finlândia quando visitam a Lapónia para fazer passeios pedestreses ou esqui, mas não há nada que possa impedir os habitantes do sul de apreciar o prato mais popular da Lapónia: guisado de carne de rena (poronkäristys), mesmo em dias de semana; há sempre um bom motivo para se fazer um puré de batata, sempre popular entre os finlandeses.

Salmão, rena ou faisão, seguido de amora árctica (lakka) como sobremesa, são o ponto alto do menu lapão para ocasiões especiais.

---------

A Martta Organisation é uma organismo, nacional e independente, para o aconselhamento em assuntos relacionados com a economia familiar. Conta com 60.000 membros individuais e 1.700 membros colectivos, que abrangem tanto as zonas rurais como urbanas.

As opiniões expressas neste artigo são da exclusiva responsabilidade da autora.

Publicado em Novembro de 2001

Mais informações em inglês:

Imprima esta página

actualizados 13-01-2011


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto