Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

Nos passos de Sibelius - Embaixada da Finlândia, Lisboa : Actualidades

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 
Notícias, 23-11-2015

Nos passos de Sibelius

Em 2015, celebra-se o centenário do compositor nacional da Finlândia Jean Sibelius e Lisboa não será uma excepção. O quinteto Toy Ensemble, composto por músicos internacionais, oferecem aos espectadores melodias das peças clássicas de Sibelius, num concerto único.

A Embaixada da Finlândia vai organizar um concerto de celebração dos 150 anos de Sibelius, em parceria com a Antena 2 e o Instituto Superior da Economia e Gestão de Lisboa. O concerto terá lugar no próximo dia 7 de Dezembro, às 19.00 horas, com entrada livre, sujeita à lotação da sala.

Toy Ensemble
7.12.2015 às 19.00
ISEG

Auditório Caixa Geral
Rua do Quelhas, nº6
1200-781 Lisboa 

Toy Ensemble

Toy Ensemble:

Nikola Vasiljev, violino

Nikola Vasiljev diplomou-se nas escolas superiores de música de Belgrado e Roterdão. É membro efectivo da Orquestra Sinfónica do Porto-Casa da Musica e professor no Conservatório de Música do Porto. Foi chefe de naipe de orquestras em Belgrado, Lisboa e Macau e foi membro efectivo da Orquestra da Guéldria (Gelderland) e da Amsterdam Sinfonietta na Holanda. Em Portugal foi professor da Academia Nacional Superior de Orquestra e da Escola Profissional de Espinho.

Actuou como solista em quase toda a Europa, tendo-se apresentado em festivais em Aix-en-Provençe, Shangai e Belgrado.

Foi solista com a Filarmónica de Belgrado, a Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Orquestra da Câmara de Macau, entre outras. Gravou para a rádio e televisão da ex-Jugoslávia e para a companhia BIS.

Pedro Carvalho, violino

Pedro Carvalho estudou no Conservatório de Música do Porto e na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE). Teve como professores Arlindo Silva, Malgorzata Wierzba, Alberto Gaio Lima, António Soares e participou em masterclasses com Brian Finlayson, Sergey Kravchenko, Boris Kuniev, Alexei Mijlin, Aníbal Lima, Gerardo Ribeiro e Zófia Wóycicka. Terminou o curso de violino da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto (ESMAE) com nota máxima no recital final, na classe do Prof. Radu Ungureanu.

Tem colaborado com várias orquestras e maestros de renome. Apresentou-se em recitais a solo e de música de câmara. Foi solista com a Orquestra de Câmara de Pedroso, em Portugal e Espanha, e também com a Orquestra Clássica do Centro. Foi seleccionado e participou nas digressões da “World Youth Orchestra” em 2007 e 2008. Colaborou em gravações de CDs, com a Orquestra de Câmara de Pedroso, Além-Mar e Pedro Abrunhosa.

Actualmente desempenha a função de concertino na Orquestra Clássica do Centro (Portugal). 

David Wyn Lloyd, viola-d’arco

Doutorado pela Universidade de Sheffield, em Inglaterra, iniciou os seus estudos superiores em 1981, no Royal College of Music, Londres, onde obteve vários prémios em viola-d’arco e música de câmara. Estudou com Peter Schidlof, do Quarteto Amadeus, e participou em masterclasses no IMS da Cornualha. Desenvolveu de seguida uma carreira profissional intensa, tocando nas principais orquestras de Londres, colaborando em cinema e televisão, e efectuando inúmeras gravações.

David Lloyd foi membro da BBC Symphony Orchestra durante quatro anos. Tocou em palcos de grande prestígio como o Albert Hall, Festival Hall, Barbican Centre (Londres), Berliner Philharmonie e Concertgebouw, Ópera (Paris), La Scala, Musikverein e Gewandhaus.

Em Portugal, foi solista do naipe de violas da Orquestra do Porto, iniciando a seguir a sua actividade pedagógica em várias escolas profissionais. Desde 1996 é docente na DeCA da Universidade de Aveiro onde lecciona as disciplinas de Violino, Viola-d’arco, e Música de Câmara. Dirigiu a orquestra desta Universidade entre 1998 e 2008, a ORI - Orquestra Raízes Ibéricas – em vários concertos, e formações periféricas em Inglaterra e nos Estados Unidos.

Em 2008, estreou a obra “Elegia” de José Atalaya.

Desde Abril de 2012 é Director Artístico e Maestro Titular da Orquestra Clássica do Centro.

Jed Barahal, violoncelo

Concertista com mais de 30 anos de carreira, é mestre em música pela Yale University e licenciado pela Juilliard School. Nas suas actuações em Portugal, Estados Unidos, Brasil e outros países, registam-se dezenas de concertos a solo com orquestra, para além de inúmeros recitais com piano, a solo, e de música de câmara nas mais variadas formações. Possui um extenso repertório que abrange todos os estilos, e inclui nas suas apresentações obras contemporâneas em 1ª audição. Natural dos USA e residente em Portugal há mais de 25 anos, é professor adjunto da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto desde 1993.

Christina Margotto, piano

Nascida no Brasil, concluiu o bacharelato em piano na Faculdade de Artes Santa Marcelina em São Paulo, na classe de Alfredo Cerquinho (discípulo de Helena Costa e Magda Tagliaferro). Transferiu-se para Portugal em 1988. No Porto concluiu a Licenciatura em Piano de Acompanhamento na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo. No Brasil obteve vários primeiros prémios em concursos nacionais. Apresentou-se diversas vezes com orquestras brasileiras e a Orquestra ARTAVE em Portugal. Tem actuado como camerista e recitalista no Brasil, Portugal, Espanha, Inglaterra e Estados Unidos.

Integra o quadro do Conservatório de Música do Porto, e é convidada para júris de concursos nacionais e internacionais. Tem gravado vários CDs em Portugal, incluindo a Sonata para violoncelo e piano de Freitas Branco (Numérica) com o violoncelista Jed Barahal, e mais recentemente a integral das Melodias Rústicas Portuguesas de Lopes Graça (Coriolan/FR).

Sl Lissabon logo

Antena 2
ISEG Logo

Imprima esta página

actualizados 23-11-2015


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto