Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

Arno Rafael Minkkinen na Galeria Barbado - Embaixada da Finlândia, Lisboa : Actualidades

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 
Notícias, 24-11-2015

Arno Rafael Minkkinen na Galeria Barbado

Dia 28 de novembro a Barbado Gallery inaugura a primeira exposição individual de Arno Rafael Minkkinen em Portugal, com o título “ARNO RAFAEL MINKKINEN –Facing the camera: 1970 to tomorrow”. O título remete para o longo percurso artístico de Minkkinen e para a sua especial relação com a câmara.

Confio na máquina fotográfica para criar a imagem. Foi esse o grande salto criativo que dei naquela colina em Millerton, New York, quando fiz o meu primeiro auto-retrato. (...) Esta ideia de confiança é importante e intrigante. A máquina fotográfica é a minha colaboradora. Nesse sentido, eu não trabalho sozinho. (...) Mas quando comecei era essa a grande questão (...) -ela tem de ver algo, embora eu não veja o que ela vê. Em todo o caso, eu era o sujeito e a máquina era o fotógrafo.

©Arno Rafael Minkkinen / Barbado
©Arno Rafael Minkkinen / Barbado

Mas outra coisa era também certa: a máquina fotográfica via a preto e branco. Quando questionado numa entrevista da Life Magazine sobre essa preferência,respondeu: “não me fotografo a cores porque não quero parecer nu”. Na verdade, não obstante algumas experiências no início da carreira, Minkkinen nunca optou voluntariamente por fotografar a cores até agora. Assim, pela primeira vez na sua longa carreira, o artista apresenta ao público uma fotografia a cores. “Crossing the Equator” é nesse sentido uma imagem duplamente significativa na medida em que o próprio artista está também, através do uso deliberado da cor, a cruzar uma fronteira para um novo modo de expressão.

Nas suas obras, a intemporalidade, a natureza e a nudez - nudez da pele e nudez dos elementos - são temas persistentes. E essa nudez é sempre a sua – o artista realiza sempre auto-retratos. Mas a simplicidade é apenas aparente. Na realidade o autor testa os limites do seu corpo, aceitando sujeitar-se aos riscos que a sua arte exige. Seja suportar 12 graus negativos, debruçar-se de um penhasco ou permanecer debaixo de água. “A arte é o risco tornado visível”, afirma.

Minkkinen torna-se parte da paisagem ligando corpo e natureza das formas mais surreais: estica-se, multiplica-se, oculta-se, contorce-se, funde-se com o horizonte e com os limites da paisagem. Para o artista "não existe nem uma idade nem um tempo para a fotografia quando esta é apenas paisagem e corpo”.

O artista atua para a câmara; o resultado final é o que a lente vê, sem retoque digital ou reordenação de qualquer tipo. O processo artístico de Minkkinen passa por ajustar a câmara e confiar no resultado final. Tem nove segundos para “entrar em cena” ou então usa um cabo disparador. Minkkinen faz tudo sem assistente e a escolha da paisagem não se prende pela sua notoriedade ou falta dela, mas apenas pelo gosto pessoal do artista.

A sua obra, fruto genuíno e consistente de uma vida dedicada à estética fotográfica, é uma constante aventura e cada imagem é o retrato não do homem, mas da sua indomável vontade de ir mais longe e expandir os limites do género.

Bio:

Arno Rafael Minkkinen é fotógrafo, professor, curador, escritor. Nasceu em 1945 na capital da Finlândia mas vive nos Estados Unidos da América desde 1951. Com cerca de 100 exposições a solo e 200 em grupo, tanto em galerias como em museus, é dos fotógrafos mais conceituados da actualidade.

Até ao final de 1970 foi professor no M.I.T.. Hoje Minkkinen é Professor Emérito de Arte da Universidade de Massachusetts Lowell e docente na Universidade Aalto de Arte, Design, e Arquitetura em Helsínquia. Tem sete monografias publicadas, Frostbite(Morgan & Morgan, 1978), Waterline (Aperture, Marval, and Otava, 1994, Grand Prix du Livre nos XXV Recontres d’Arles), Body Land (Motta, Nathan, and Smithsonian, 1997-99), SAGA: The Journey of Arno Rafael Minkkinen, Thirty-Five Years of Photographs(Chronicle Books, 2005), Homework: The Finnish Photographs, 1973 to 2008 (Like Publishing, Ltd, 2008), Swimming in the Air (Cavallo Point, 2008), e Balanced Equation(Lodima Press,2010). Além disso, este ano Minkkinen recebeu o John Simon Guggenheim Fellowship em Fotografia. Em 2013 recebeu o Lucie Award for Achievement in Fine Art e em 2006 o Finnish State Art Prize em Fotografia. Em 1993 foi condecorado pelo Governo Finlandês coma medalha da Ordem do Leão da Finlândia. Os seus trabalhos encontram-se em importantes coleções de museus como o Centro Georges Pompidou em Paris, o Contemporary Art Museum Kiasma em Helsínquia e o MoMa em Nova Iorque.

Galeria Barbado
28.11.2015 às 21.00
Rua Ferreira Borges 109 –A
1350-128 Lisboa, Portugal
T +351 91 071 76 76
Horário: Terça-feira a Sábado das 11h às 20h (Almoço 13h às 14h)
E-mail: office@barbadogallery.com
Web: www.barbadogallery.com

Entrada Livre

Imprima esta página

actualizados 25-11-2015


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto