Directo ao conteúdo
Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia

Olhar Luso sobre a Finlândia por Luís Freitas - Embaixada da Finlândia, Lisboa : Actualidades : Notícias

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Lisboa

Rua do Possolo 76-1°
1350-251 Lisboa, Portugal
Tel +351 21 393 30 40, Fax:+351 21 390 47 58
E-mail sanomat.lis@formin.fi
Português | Suomi | Svenska | facebook
Tamanho de letra_normalTamanho de letra_maior
 
Notícias, 10-02-2017

Olhar Luso sobre a Finlândia por Luís Freitas

O meu nome é Luís Freitas, tenho 21 anos e sou finalista em História da Arte, da Universidade Nova de Lisboa. Estive na Finlândia há cerca de 3 anos (Março de 2013) durante uma semana, no âmbito do programa "Comenius", num intercâmbio entre estudantes portugueses, franceses, turcos, italianos e finlandeses.

Foto: Luís Freitas.

A semana que aí passei tornou-se reveladora e excepcionalmente importante para a minha formação enquanto aluno mas, acima de tudo enquanto ser humano.

Conheci alunos e professores da Helsingin Kuvataidelukio, tive a possibilidade  de poder visitar os principais monumentos e locais de interesse turístico na cidade de Helsínquia e viver durante uma semana a atmosfera da Finlândia.

Tive a oportunidade de andar de hovercraft, algo pouco comum em Portugal, de utilizar o sistema de metro e comboio, autocarro e eléctrico, que serviu para ter um termo de comparação ao que nós possuímos em Lisboa (comparando capitais) e perceber que estamos muito distantes do progresso que Helsínquia apresenta.

Uma das coisas que mais gostei, a nível pessoal, foi ter a oportunidade de fazer sauna, algo que me cativou e que procurei fazer no regresso a Portugal. Desde a gastronomia variada e bastante saborosa, aos doces, à música - sou um grande fã dos vários estilos que são produzidos e emanam do território, mas tenho um grande gosto por Nightwish - às pessoas e ao modo de pensar.

Podemos denotar que sim, há uma certa consideração pelo "personal space" de cada um, e que não são à primeira vista as pessoas mais amistosas e mais faladoras, mas a simpatia e o facto de sempre terem sido prestáveis foi algo que me deixou bastante agradado.

A cultura em si foi algo que me deixou perplexo, o tipo de pensamento, o modo de construir a sociedade e de que modo ela responde às situações que enfrenta no seu dia a dia, aquilo que para nós portugueses é quase impensável na minha geração, mas o facto de toda a gente falar inglês, nem que seja um bocadinho.

A experiência que tive através do contacto com a Finlândia revelou-se incrivelmente importante na minha consolidação e gradual construção de pensamento enquanto ser humano. Motivou-me a agir, a fazer algo que favoreça a minha pessoa, a pensar num futuro, a procurar as oportunidades, a querer conhecer e saber mais e melhor - e a querer inscrever-me para aprender finlandês - a lutar por mim e por um futuro dos que me rodeiam. Ensinou-me a ser melhor pessoa.

Imprima esta página

actualizados 10-02-2017


© Embaixada da Finlândia, Lisboa | Informações sobre o serviço on-line | Contacto